Para que serve a indução de tipo no PHP?

Olá Amigos! Hoje vou falar um pouco sobre a (pobre) indução de tipo que o PHP oferece a partir da verão 5! Então para que serve? Simples, na declaração do método (função) você pode específicar de qual tipo determinado é um dado parametro, com o exemplo fica mais fácil: <?php class ProdutosDAO { public function

PostgreSQL: esqueceu a senha do usuário postgres?

Olá caro leitor! Você acabou de instalar o PostgreSQL e precisar acessar através do usuário postgres para criar databases ou simplesmente esqueceu a senha do usuário postgres? Parabéns! hehe você está no lugar certo, neste post irei abordar este assunto. Primeiramente, estou considerando que você está no ambiente Linux com acesso root! Começando: edite o

Fazendo download de arquivos no CentOS

Amigos! Este post estou fazendo de maneira “alinhada” com o post onde trato da descompactação de arquivos .tar. A idéia desses dois posts é para servir de base para os futuros onde irei abordar a instalação de nossas ferramentas de trabalho no Linux, mas enfim: Para fazer download de arquivos no Linux: wget http://pecl.php.net/get/PDO_PGSQL-1.0.2.tgz Assim

Descompactando arquivos .tar

E ai galera, tudo jóia? Uma dica muito útil! A maioria dos fontes de programas que você baixar como instaladores e extensões virão em arquivos tar, ou seja, compactados, e assim se tem necessidade descompacta-los, e para tal utilize o comando abaixo: tar -zxvf PDO_PGSQL-1.0.2.tgz Aqui estou descompatando o driver do PostgreSQL (PDO_PGSQL-1.0.2.tgz) para a

Como usar a função spl_autoload_register()

Olá Amigos! Hoje irei abordar uma função muito útil do PHP, ela faz o autoload automático de classes, ou seja, ela realiza o include dinâmico dos arquivos com as classes. A função é  spl_autoload_register(), ela funciona de maneira muito simples: toda vez que você chamar uma classe pelo operador new ou que o PHP detecte

Ponteiros e Referências no PHP

Olá Galera! Hoje falarei de um assunto não muito popular entre os programadores web iniciantes. Irei abordar a sintaxe e a utilização de ponteiros e referências no PHP. Decidi fazer esse post depois da questão 34 do Póscomp 2011 que deu uma certa nostalgia das linguagens C e C++ e como o PHP é filho delas,